Início do Conteúdo Principal

Organização das finanças, chave da economia doméstica!

15/11/2019

Compartilhar

Chegar ao final do mês com as contas bem controladas, sem precisar recorrer a cheque especial ou cartão de crédito, talvez seja o principal desafio da maioria das famílias brasileiras.
Segundo dados do Serasa, divulgados em março deste ano, o número de inadimplentes alcançou um novo recorde: 63 milhões de brasileiros estão com dívidas atrasadas e negativadas, isso representa 40,3% da população adulta do país. 
Nesse cenário, muitas pessoas consideram impossível economizar. Fazer o dinheiro render mais pode parecer uma tarefa quase impossível. E, sem dúvida, é mesmo difícil, já que exige manter o foco no controle dos gastos, até mesmo dos mais essenciais. Embora a tarefa seja difícil, ela precisa ser enfrentada o quanto antes e, de preferência, compartilhada com toda família. Aqui entra uma tomada de decisão, que deve ser imediata: colocar a economia doméstica no centro das atenções!
Transformar a redução de gastos em um hábito, fazendo compras de forma mais racional e evitando o desperdício, pode se tornar a base não só para sair do vermelho, mas pode se tornar um caminho para a construção de um bom patrimônio ou para alcançar alguns objetivos como comprar um imóvel, fazer uma viagem nas férias ou preparar o futuro investindo num plano complementar de aposentadoria. Mas, para isso virar uma possibilidade, você precisa cuidar do seu orçamento. Caso contrário, seus sonhos ficarão ainda mais distantes.
Pensando nisso, o TABLOIDES ONLINE pesquisou o assunto, e coletou dicas poderosas de economia doméstica para você e toda família. Então, vamos a elas:

1 - Comece hoje mesmo
Inicie fazendo uma avaliação da saúde financeira da sua família.

2 - Organize-se e registre todos os seus ganhos e gastos
Dados de uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil revelaram que 41% dos inadimplentes têm pouco conhecimento sobre as suas contas básicas. Não faça parte desse grupo ou, se já estiver negativado, procure sair dessa situação o mais rápido que puder.
Faça um levantamento de todas as entradas e saídas no seu orçamento familiar, até o gasto com um simples cafezinho. Assim, você saberá exatamente para aonde está indo o seu dinheiro e ficará mais fácil saber por onde começar.

3 - Corte gastos
Verifique todos os seus gastos mensais e os classifique-os por importância. Assim, você saberá quais são os menos relevantes para poder eliminá-los do seu orçamento.

4 - Pague as suas dívidas
Não há como fazer economia doméstica com dívidas. Comece fazendo um levantamento de suas contas em atraso e priorize o pagamento daquelas que têm juros mais altos.
Se for impossível quitar uma dívida, negocie um parcelamento facilitado, de uma forma que possa pagá-lo.

5 - Pesquise
Antes de comprar qualquer coisa, pesquise preços e marcas. Hoje, há muitas ferramentas online  que facilitam essa tarefa.

6 - Compras de Supermercado
Seguindo estas sugestões, você pode fazer uma boa economia em suas compras:
•    Faça uma lista de compras
Antes de ir ao supermercado, verifique os armários e liste  o que é realmente necessário.
•    Faça um planejamento semanal das refeições
Dessa forma, você saberá o quanto precisa comprar e evita desperdícios. Planejando as refeições, você poderá criar um cardápio explorando os produtos que estão em oferta e os que são da época.
•    Experimente novas marcas
Deixe o julgamento de lado e conheça os produtos de novas marcas. Eles podem ser até melhores que os de marcas tradicionais.
•    Evite ir às compras com fome
A necessidade de comer vai motivá-lo a comprar mais.
•    Vá ao supermercado sozinho
Pesquisas mostram que gastamos mais quando estamos acompanhados. Para economizar, o melhor é ir sozinho.

7 - Energia
A conta de energia pode comprometer o seu orçamento. Por isso, você e toda a sua família devem redobrar a atenção  e adotar medidas simples para a redução desta conta, como: 
•    Apague o excesso de luzes, use apenas o indispensável
•    Aproveite a iluminação natural ao máximo
•    Reduza o tempo no banho
•    Utilize lâmpadas econômicas.
•    Acumule uma quantidade de roupas para lavar e passe-as de uma só vez.
•    Compre eletrodomésticos econômicos, que sejam mais eficientes no uso da energia elétrica.

8 - Água
A economia doméstica depende da redução dos gastos fixos mensais, como a fatura da água. Além disso, tenha a consciência de que este é um recurso finito e escasso.
•    Mantenha as torneiras fechadas enquanto lava louças e escova os dentes.
•    Torneiras vazando precisam ser consertadas. Vazamento de água é desperdício.
•    Regule os  temporizadores de descarga e de torneiras. 
•    Conheça os programas de lavagem da sua máquina e escolha o mais adequado para cada tipo de roupa.
•    Reutilize a água da lavagem de roupas para lavar calçadas.

Uma das maneiras de fazer uma boa economia doméstica é praticar o consumo consciente, comprando apenas o que é realmente necessário, utilizando ao máximo tudo que é comprado, dando destino adequado ao que você não precisa mais e evitando o uso abusivo dos recursos naturais. Colocando em prática essas medidas, você verá que é possível zerar contas em atraso, sair do vermelho e até planejar uma forma de poupar seus recursos. Lembre-se sempre: A ORGANIZAÇÃO DAS FINANÇAS É A CHAVE DA ECONOMIA DOMÉSTICA.
 
por
Tabloides Online

Compartilhar

Preencha seu WhatsApp / cidade e receba as melhores ofertas!

IMPORTANTE: Adicione nosso número nos seus contatos para receber: (14) 9 8170 7066

Desenvolvido com por W3 CORP